March 3, 2018

February 2, 2018

January 2, 2018

December 28, 2017

Please reload

Posts Recentes

CINTHYA VERRI ENTRA NOS EIXOS

March 14, 2018

1/5
Please reload

Posts Em Destaque

Homens Herbívoros

September 17, 2017

​​

À medida que o Japão luta contra a baixa taxa de natalidade, um número crescente de homens conhecidos como "herbívoros" estão virando as costas aos valores masculinos tradicionais para abraçar uma vida tranquila e não competitiva

 

Apenas 1.001 milhões de bebês nasceram no Japão em 2014 - um recorde baixo — e 1,269 milhões de pessoas morreram.

 

 

Essa é uma perda total de 268.000 pessoas e um sinal de uma crise populacional em uma das economias mais desenvolvidas e mais endividadas do mundo. Uma das causas apontadas pelo governo são os autodenominados homens herbívoros.

 

Os homens herbívoros, ou os homens comedores-de-grama (草食 (系) 男子 Sōshoku (-kei) danshi), é um termo usado no Japão para descrever homens que não têm interesse em se casar ou encontrar uma namorada. O termo foi cunhado pela autora Maki Fukasawa em 2006. Setenta porcento dos homens solteiros em torno dos 30 anos se consideram herbívoros.

 

Embora os homens herbívoros tenham sido responsabilizados pelo declínio da taxa de natalidade no Japão, eles podem estar ajudando a reduzir a diferença de gênero. O comportamento de comedores-de-grama contrasta com os modelos de masculinidade presentes no país em anos anteriores.

 

 

"Nos últimos anos, com a palavra "soshoku danshi (macho herbívoro)", aparecendo freqüentemente em vários meios de comunicação, os homens que se encaixam nesse tipo estão começando a ser julgados com uma luz áspera, negativamente estereotipados como fracos e passivos em relação às mulheres. Eu tendo a percebê-los em uma luz mais positiva. Eu até acho que os homens japoneses estão apenas voltando à forma como eles costumavam ser". diz a autora.

 

 

"No Japão, o sexo é traduzido como "relacionamento em carne", disse ela à CNN em 2009," então eu os chamei herbívoros, uma vez que eles não estão interessados em carne". 

 

Embora isso possa estar imprimindo ideais ocidentais na cultura japonesa, parece que o fenômeno servem um bem a longo prazo.

 

Considerando que as pessoas devem poder expressar sua orientação sexual nas formas em que se identificam — sexo oposto ou mesmo sexo, sexual ou assexuado —, então, o aumento dos herbívoros é o progresso, uma liberalização do rigor do hipermasculinismo que pressiona desde a Segunda Guerra Mundial.

 

O progresso da identidade está em curso no Japão. É um país que está apenas começando a ter uma conversa nacional LGBTQ, e entrou em um estado de confusão racista sobre Miss Universo Japão de 2015, que é bi-racial.

 

Enquanto a "herbivorização" pode ser um problema para obter a taxa de natalidade, é o início de uma resposta no que diz respeito ao gênero e à sexualidade.

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga